terça-feira, 12 de fevereiro de 2008

Como eu aprendi inglês sem estudar!

"Mairo, onde você estudou inglês?
Em nenhum lugar, nunca estudei inglês!"

Umas das perguntas mais freqüentes que me fazem quando eu digo que nunca estudei inglês é: "Então como você aprendeu inglês?". A resposta para esta pergunta é interessante e pode servir de exemplo para muita gente. Para descobrir como eu aprendi inglês sem nunca fazer cursinho de inglês, sem nunca resolver exercícios em livros didáticos, matando praticamente todas as aulas de inglês da faculdade (crianças não façam isso em casa!), sem nunca fazer a tarefa de casa, entre outras coisa mais, temos que voltar no tempo, uns dez ano atrás, quando eu ainda tinha uns 14 anos de idade e não sabia nada de inglês

Com meus 14 anos de idade eu só fazia uma coisa da vida: jogar videogame. Certo dia eu aluguei uma jogo difícil e muito legal. Era Addams Family Values, uma RPG (Role Play Game) da Família Addams. Não sabíamos inglês, nem eu, nem meu irmão que jogava comigo. Jogamos o jogo em Francês! Você sabia Francês Mairo???? Não não... Mas minha vó sabia um pouco, e então eu copiava os diálogos do jogo e mostrava pra ela, que traduzia como podia e então voltávamos para a frente da telinha e tentávamos continuar em frente. A língua era uma barreira e nós tinhamos que dar um jeito de passar por essa barreira! Creio que isso é um bom exemplo de como deve ser sua atitude com o aprendizado de línguas! Addams Family foi o único jogo em Francês que joguei. Depois desse todos os outros foram em inglês. E minha vó não sabia inglês! Isso não me intimidou, seguindo em frente, fui aos poucos desvendando a língua. Quase nunca usava um dicionário, apenas lia, mesmo que não entendesse. Quando a coisa estava realmente difícil eu pegava um dicionário e tentava traduzir os diálogos. Isso durou alguns anos, não muitos. Além de jogar também escutava muita música em inglês, creio que isso ajudou um pouco. Porém o mais importante dessa história era que eu mantinha um contado diário com o idioma! Eu com certeza passava muito mais tempo lendo e escutando inglês do que meus amigos que faziam aulas em escolas de inglês. Eles passavam duas horas por semana numa sala de aula, eu passava duas horas dia (ou mais) lendo e escutando inglês! O resultado foi que não aprendi regras gramaticais nem mesmo o uso correto da língua, mas aprendi palavras, muitas palavras, muito vocabulário! Isso foi somente refletir um bom tempo depois, quando eu entrei na faculdade de Letras, com habilitação dupla em português e inglês.

Pela primeira vez eu estava numa sala de aula de inglês! Junto comigo havia pessoas que não sabiam absolutamente nada e pessoas que já davam aulas de inglês (as tradicionais professoras de cursinho!). As professoras falavam somente em inglês e isso para minha surpresa não foi um problema. Eu tinha um vocabulário mais que suficiente, e então comecei a freqüentar as aulas com a finalidade de escutar a professora falando. O resto, exercícios, provas, tarefas, etc. Tudo isso eu não gostava nem um pouco, queria apenas escutar alguém falando inglês para praticar meu listening (nessa época eu ainda não sabia que isso não precisava ser feito numa sala de aula). Durante meu primeiro ano de universidade foi assim, eu ia nas aulas apenas para escutar a professora. Porém no segundo ano eu perdi a paciência, as aulas eram muito chatas, eu não gostava de ter de falar em inglês com meus colegas (até hoje não consigo falar outra línguas com alguém que é brasileiro, acho muito "forçado", "não-natural"), não queria ler textos sobre assuntos que eu não tinha o mínimo interesse. Engraçado é que eu tinha interesse por aprendizado de línguas (embora não soubesse nessa época), mas isso nunca era tratado na sala de aula. Assim acabei por quase não ir na aula no segundo ano, ia somente no dia da prova. Terminei o ano tirando um DEZ na prova oral! Sorte, não, não mesmo! Neste ponto eu já lia e entendia inglês bem, faltava aprender a me comunicar. Isso foi acontecer em 2006, quando fui para a Japão por meio de um programa a UEL.

Eu tinha medo de falar inglês, medo que as outras pessoas não entendessem o que eu falava. Porém no Japão eu acabei encontrando pessoas de outros países, muitas delas que não falavam japonês, assim a língua que "sobrava" era inglês! Lembro até hoje quando conheci uma menina das Filipinas. Ela perguntou se eu sabia inglês, respondi que sabia um pouco, e começamos a conversar. Uma das primeiras coisas que perguntei foi se ela tinha problemas para entender meu inglês, ela disse que não, que entendia tranquiliamente. Foi aí que eu descobri que os anos de contado com o idioma, de leitura e escuta, eu tinha praticamente que "implantado" o inglês na minha cabeça e era somente a oportunidade de botar a língua em prática que faltava! Claro que ainda era um pouco enferrujado, mas isso era uma questão de tempo. Durante minha estadia no Japão (um ano), usei bastante inglês e peguei confiança no idioma. Hoje eu converso com falantes de inglês pelo Skype, me correspondo com blogs em inglês via e-mail, assisto vídeos, podcasts, palestrar, etc. Tudo em inglês. Sem medo, mesmo que eventualmente surjam certas coisas que não entendo, eu sei que sempre estou aprendendo. Inglês é parte da minha, sempre foi, desde meus 14 anos! Sem estudar, sem salas de aula, sem anda disso! O inglês é naturalmente parte da minha vida de brasileiro, que vive no Brasil, que nunca foi para os EUA ou para o Inglaterra! Eu escrevo este post enquanto escuto uma música em inglês, que eu não entendo 100%, mas não me importo, porque ainda assim estou aproveitando, aprendendo, crescendo na língua e também na vida!

É essa atitude, meu amigo, que você deve ter para com a língua! Faça dela parte de você, mergulhe de cabeça no idioma, viva o idioma. Da mesma maneira que você não pensa o português, não pense o inglês, seja o inglês, viva o inglês! Esta é minha mensagem, espero que possam tirar algo de bom!


Gostaria de receber dicas de Inglês direto no seu email? Basta digitar seu e-mail aqui e clicar "Assinar"

15 comentários:

Rubens Mendonça disse...

Ótimo post!
Senti motivação ao lê-lo, e fica claro que o idioma só "entra na cabeça" qdo a constância existe.
Aprendi muito inglês graças a uma série de tv de que gosto muito, e tudo fica mais fácil qdo é feito com prazer.
Valeu pela dica e continue com as dicas pois são ótimas.
Abraços!

Anônimo disse...

Ámem!

Rah Sandara disse...

Muito legal saber como você aprendeu inglês...
Realmente é motivador!

Emerson Guimarães disse...

Só tenho que te dar os PARABÉNS.

Estou tentando ir pelo mesmo caminho, me deseje boa sorte.......hehehehe fique na PAZ.

Danilo Q disse...

Que legal, fiquei muito feliz de ler esse post, estou aprendendo sozinho com auxílio de softwares e sites, mas estava meio receoso do meu método, me motivou muito sua história.

Kyoga disse...

Ótimo post! Fiquei bastante motivado. Como disse o amigo acima, se tem prazer em fazer algo então tudo fica mais fácil. XD

[]'s

Meu Diário disse...

Essa é uma bela dica...Sabe eu queria muito saber a falar ingles mas sinceramente eu tenho preguiça.!

ReNaN-[Rnn] disse...

Olha ta de parabens, eu gostei e acho que vou me esforçar bastante para aprender tbm!!! e vou conseguir xD!! me passa seu msn e dexa eu testar meu inglês vlw lek!!!

Anônimo disse...

Muito bom, amigo. Eu também aprendi o inglês por conta própria, mas diferente de você, aprendi assistindo filmes com legenda. Hoje em dia, leio, escrevo e falo tranquilamente inglês. Muita gente acha que eu já morei em um país de língua inglesa, devido a facilidade com que eu lido com o idioma. Inclusive, atualmente, meu passatempo é conhecer pessoas de outros lugares pelo Omegle e outros sites de relacionamento.

GUGA FONSECA disse...

Mairo

Muito obrigado pelas sua palavras nunca estudei inglês também, mas estou na Inglaterra fazendo um curso e vejo que a sua última frase faz todo o sentido.Temos que viver o inglês. Valeu mesmo pela força.

Abraço

Carlos

Sabrina disse...

Uaaal eu realmente me senti motivada !Eu estou começando a aprender o inglês e ja me sinto beim diferente de antes , agora tenho confiança.
Muito Obrigada foi de grande ajuda. '

Anônimo disse...

parabéns!!! vc me ajudou muito,thanks!!!

Suzzie Morais disse...

Muito bom seu post.

Gustavo Santos disse...

Interessante. Já havia lido anteriormente coisas parecidas de como aprender inglês de forma definitiva e seu post só veio corroborar com isso! Obrigado amigo, caso vc queira me adicionar no seu skype, o meu é esse: gutupe. O mesmo vale para todos que queiram praticar o idioma podem me adicionar também. Bons estudos para todos!

Alvaro disse...

Eu tb! kkk
Mas foi de tanto jogar nitendo!
E ver series com legenda!
Nao sou fluente mas entendo bastante coisa.
Tenho 16 anos!