quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

Como aumentar seu vocabulário em inglês!

Uma das coisas que venho aprendo nos meus de estudos de línguas é que acima de tudo “palavras” são a parte mais importante do aprendizado de qualquer idioma. Quanto mais palavras você sabe, maiores serão suas capacidades na língua. Outros fatores influenciam, obviamente, porém nenhum deles tem um peso tão grande quando o vocabulário. Normalmente, quando não entendemos algo, isso é simplesmente por falta de vocabulário e não por falta de noções gramaticais por exemplo. Claro que há casos em que mesmo sabendo as palavras não sabemos o sentido exato de uma sentença, porem a freqüência desse tipo de “não entendimento” é bem menor se comparada as vezes que não entendemos por falta de vocabulário. Estudantes muito focados em regras e normas gramaticais tendem a ter piores resultados do que aqueles que não estudam tão a fundo a gramática e dedicam mais tempo para o vocabulário. O ideal seria ter um grande vocabulário com uma boa base gramatical, mas nunca colocando o aprendizado de regras, normas e macetes na frente do aprendizado de vocabulário.

Eu creio que os estudos devem ser focados no acúmulo de vocabulário! Quanto mais palavras em inglês você saber, mais tranqüilidade, mais intimidade com a língua você vai ter. Sistemas como o LingQ permitem manter um controle aproximado do número de palavras que você sabe, o que pode ajudar a medir o seu “poder na língua”. Existem outros serviços muito interessantes, como por exemplo o Google Docs, que tem a opção de checar o número de palavras de um texto e a dificuldade do mesmo. Aí entramos em outro ponto importante: a leitura. A leitura é muito importante para adquirirmos novas palavras. É lendo constantemente e não procurando no dicionário que adquirimos novas palavras. As palavras que procuramos no dicionário logo são esquecidas, porém as palavras que lemos e relemos vão aos poucos se tornando parte de nós. Isso ocorre porque a maior parte do vocabulário é adquirida inconscientemente quando lemos e escutamos. É bem engraçado, mas quando lemos um texto, estamos adquirindo justamente as palavras que não procuramos no dicionário! As palavras e expressões que não sabemos e procuramos num dicionário ainda são novas e muitas serão esquecidas, porém aquelas que conseguimos ler, seja pelo contexto, seja por que já vimos em algum outro texto, etc., estas sim vamos de fato aprender, vão de fato se tornar parte de nós!

Assim, ler (e também escutar) textos no nosso nível (ou um pouco acima) é um dos melhores métodos (se não o melhor) para adquirirmos mais vocabulário. Quanto mais você ler, quanto mais escutar, quanto mais tempo passar com a língua, mais as palavras e expressões se tornam parte de você.

Gostaria de receber dicas de Inglês direto no seu email? Basta digitar seu e-mail aqui e clicar "Assinar"

4 comentários:

Thiago disse...

You bet, that's it...

Cara, excelente esta postagem!!! É difícil achar um texto assim tão construtivo como o seu. E o site ai que você passou também LingQ é muito útil. Estou estudando Inglês a quase dois anos, e o que você disse ai é mais pura verdade, é engraçado como aprendemos o idioma, se você ler no dicionário difícilmente armazena a palavra, mas se você lê e escuta naturalmente a pavra armazena de uma forma na sua mente que nem o capeta arranca. Vai entender a mente humana né? Eu particurlamente não consigo mais estudar em escola, tenho aprendido muito através de jogos do PS2, blogs e bate-papos, as escolas me estressava de mais, fora que é muito cansativo também, e cada método xaparrau ai que eu vou te falar viu.

Thank you so much dude, a hug!

Jefferson Júnior disse...

Ótimo texto! Era o que eu estava procurando...

Allan Donnola disse...

Tem Razão o que mais desanima uma pessoa que esta aprendendo inglês é seu vocabulário pobre ele se depara com a internet abre um site em inglês e não consegue ler quase nada por pouco vocabulário e isso faz com que muitos desistam achando que será muito difícil gravar tantas palavras de certa forma é muito difícil aprender outro idioma temos que ter uma força de vontade imensa - mas a dica é excelente parabéns pelo post

Marcos disse...

gostei